"É ATRAVÉS DA VIA EMOCIONAL QUE A CRIANÇA APREENDE O MUNDO EXTERIOR, E SE CONSTRÓI ENQUANTO PESSOA"
João dos Santos

quinta-feira, março 26, 2020

COVID-19 - Como lidar com a Ansiedade?

Como Dominar a Ansiedade perante um Cenário de Crise?


Perante o cenário de pandemia COVID-19 que vivemos, a necessidade de cumprir medidas de proteção, o facto de estarmos em isolamento social, o desconhecimento que temos sobre o coronavírus e sobre o futuro, é expectável que nos sintamos ansiosos, com medo, preocupados, tensos e sem controlo na situação.


No entanto, estes sentimentos desagradáveis não trazem apenas desconforto, têm uma função importante: proteger-nos. Quando nos sentimos em estado de alerta ou ameaçados ficamos mais vigilantes e mais disponíveis para adotar comportamentos de proteção e adaptar-nos à situação de modo a promover a nossa segurança (e a dos outros).

Como usar a ansiedade a nosso favor?

·      A ansiedade também tem uma parte boa e útil, permitindo-nos adotar comportamentos mais benéficos para nós próprios, tanto em termos sociais como ao nível da saúde, os quais são fundamentais neste momento para nos mantermos, tanto a nós como aos outros, saudáveis e em segurança;

·      Saber reconhecer e dizer a nós próprios que sentir ansiedade não significa ser fraco ou inferior aos outros. Todos sentimos ansiedade em diversos momentos da nossa vida e em momentos de crise, como este, é perfeitamente normal sentirmo-nos ansiosos;

·      Não sinta vergonha ou culpa por sentir ansiedade. Não se autocritique, não se julgue de forma negativa. A ansiedade é um sentimento expectável neste situação. Depende de nós a forma como a queremos gerir;

·      Dizer a si próprio que esta é uma situação temporária. Não vai durar para sempre. Dou-lhe o exemplo do comboio, faz muito barulho quando passa, mas depois segue sempre o seu caminho.

Sabemos, porém, que existem determinadas situações em que mesmo tendo em conta o descrito acima, não é fácil gerir o seu dia-a-dia de forma eficaz, podendo sentir-se assoberbada com toda esta situação. Neste sentido, se os seus sentimentos de inquietação forem excessivos e persistentes, se se sentir completamente sobrecarregado e desgastado pelos sentimentos de ansiedade, se se sentir ansioso durante longos períodos de tempo, se a ansiedade o estiver a impedir de funcionar e fazer a sua rotina diária, se sentir que está a ficar sem controlo PEÇA AJUDA. Para si ou para algum membro da sua família. Contacte-nos. Estamos cá para o ajudar.
Considerando a situação epidemiológica do país e de acordo com as recomendações emitidas pela DGS e restrições impostas aos cidadãos, estamos a realizar a nossa prática profissional utilizando os meios de comunicação à distância. Peça ajuda, no conforto de sua casa. Fale connosco.


Fonte: Ordem dos Psicólogos Portugueses

Dra. Sara Loios
Psicóloga Clínica                                                                                      
Membro Efetivo da Ordem dos Psicólogos Nº20837

Sem comentários:

Publicar um comentário